Google Play

now browsing by tag

 
 

Oi lança GPS gratuito para Android com mapas offline

O Google ainda não permite o download de mapas brasileiros no aplicativo do Google Maps para Android como em outros países, mas agora há uma solução gratuita: a Oi anunciou oficialmente o Oi Mapas, um aplicativo de GPS que funciona mesmo sem conexão com a internet e pré-carrega o mapa do Brasil na memória do aparelho. Apesar de levar a marca da Oi, ele pode ser usado gratuitamente por clientes de todas as operadoras.

Na primeira inicialização, o Oi Mapas faz download do mapa brasileiro, voz em português e algumas informações adicionais, como localização de radares, pontos de interesse e construções em 3D. No total, são pouco mais de 200 MB de dados baixados. Depois, ele passa a calcular rotas, passar instruções em áudio e fazer buscas mesmo quando o 3G não colaborar.

oi-mapas-android

Quando conectado à internet, o Oi Mapas ganha alguns recursos sociais: dá para compartilhar um local pelo Twitter, fazer check-in no Foursquare, acessar a página do estabelecimento e encontrar pontos de interesse no Facebook. No futuro, a loja permitirá que você baixe mapas de outros países, mas eles serão pagos.

O Oi Mapas está disponível para download no Google Play, para smartphones com Android 2.2 ou superior. Ele foi publicado pela NDrive, que também possui seu próprio aplicativo de GPS. A operadora promete atualizações gratuitas de mapas e anunciou que uma versão para iPhone será lançada na App Store em breve.

Fonte: TecnoBlog

Google estaria deletando aplicativos de baixa qualidade da Play Store

Google estaria deletando aplicativos de baixa qualidade da Play Store

(Fonte da imagem: Divulgação/Google Play)

Uma das grandes críticas sobre a Google Play Store é a falta de filtro nos aplicativos publicados, gerando uma queda na qualidade geral dos apps oferecidos para o Android. Agora, rumores indicam que a empresa pode estar disposta a mudar isso, já que cerca de 60 mil aplicativos teriam sido deletados do serviço no último mês.

Oficialmente, não existe nenhum tipo de iniciativa do próprio Google e a empresa nega participação no caso. Por outro lado, é improvável que tantos desenvolvedores tenham resolvido tirar suas obras do ar ao mesmo tempo e que a empresa não tenha se envolvido nisso.

A limpeza é condizente com os esforços da companhia, que pretende deixar a Play Store mais limpa e com um novo visual.

Fonte: TechCrunch, BGR

Google lança aplicativo da Play Store com nova interface

O Google anunciou hoje o novo aplicativo do Google Play para smartphones e tablets Android. Talvez você já tenha visto o novo visual anteriormente: ele apareceu em diversos vazamentos nas últimas semanas. A Play Store está com uma interface bem mais limpa e simples, que foca em descoberta de conteúdo e possui alguns elementos de design do Google Now.

 

Há um foco bem grande em recomendações de conteúdo no novo aplicativo. Quando você abrir a Play Store no dispositivo móvel, poderá encontrar uma lista de filmes que o Google acha que você vai gostar, no formato dos cards do Google Now. Essa lista já existia no aplicativo antigo, mas com destaque bem menor; o Google priorizava banners coloridos de lançamentos e promoções, o que acabava deixando o aplicativo visualmente pesado.

google-play-novo-app

A Play Store ainda não está completa no Brasil – não podemos comprar séries de TV, revistas ou músicas. Em maio de 2012, Hugo Barra havia dito ao jornal O Globo que a venda de músicas começaria “em alguns meses”. O Google também teria fechado parcerias com as operadoras para permitir que a compra de conteúdo pudesse ser descontada na fatura do celular, facilitando a vida de quem não possui cartão de crédito internacional (mas até agora nada).

O novo aplicativo do Google Play (versão 4.0.25) começará a ser distribuído a partir de hoje para smartphones e tablets com Android 2.2 ou superior. Ele estará disponível para todos os usuários nas próximas semanas.

Fonte: Tecnoblog

Google Play conta com 200 apps fraudulentos

Google Play conta com 200 apps fraudulentos

(Fonte da imagem: Reprodução/SlashGear)

Uma das críticas ao sistema Android é o fato de que a Google Play não tem um processo de revisão muito rígido para o oferecimento de aplicativos — fato que facilita o download de softwares maliciosos. E, para confirmar esse fato, uma pesquisa da empresa Symantec mostrou alguns dados preocupantes.

De acordo com as informações divulgadas pelo site Information Week, a loja virtual da Google conta com pelo menos 200 aplicativos fraudulentos. Esses softwares utilizam apenas um toque para acessar informações privadas e cobrar dinheiro da pessoa que o baixou, sendo que cada golpe pode gerar até US$ 1 mil (cerca de R$ 2 mil) de prejuízo.

Pornografia e número relevantes

Estes aplicativos mencionados pela Symantec estão relacionados à obtenção de pornografia. O dono do dispositivo baixa o software para acessar vídeos e outros tipos de conteúdo erótico, mas, ao tocar no link de acesso, uma cobrança é emitida, dizendo que ele concordou com os termos de pagamento.

Oficialmente, a vítima não tem a obrigação de efetuar o pagamento, mas ela acaba o fazendo por conta da vergonha de admitir que estava acessando pornografia. Para piorar a situação, os apps estão à disposição há dois meses, mas já contam com 5 mil downloads, o que espalhou o malware de maneira impressionante.

O problema é no Japão

Se você ficou preocupado por ter baixado muitos aplicativos da Google Play ultimamente — relacionados à pornografia ou não —, fique tranquilo. Os ataques têm cerca de 10 gangues por trás, mas o alvo é o público japonês. Na região, a situação está bastante grave, pois são registrados 400 novos casos de fraudes do gênero por dia.

Portanto, caso você queira continuar com o seu aparelho livre de qualquer tipo de aplicativo malicioso, baixe softwares de desenvolvedores confiáveis e evite os apps que fornecem material pornográfico japonês.

Fonte: InformationWeek, SlashGear, TecMundo